Bola com Dino

Redação
Publicada em 21/04/2024 às 13:44
Flávio Dino, do STF, relatará ação contra atos Luís Felipe Salomão no CNJ. Foto: Flavio Dino/Twitter/Reprodução

Dois desembargadores afastados das funções pelo Conselho Nacional de Justiça na última semana, por conta de decisões na Lava Jato, pediram ao Supremo Tribunal Federal que anule as decisões de Luís Felipe Salomão, corregedor nacional do Judiciário. O processo será relatado por Flávio Dino, indicado recentemente ao STF por Lula.

Loraci Flores de Lima e Carlos Eduardo Thompson Flores Lenz foram afastados dos cargos na segunda-feira (15), por Salomão, após Dias Toffoli acusar a dupla de desrespeitar decisões do STF. O ministro do Supremo disse ao corregedor nacional de Justiça que os desembargadores, ao julgarem a suspeição do juiz Eduardo Appio, ignoraram determinações dele e de Ricardo Lewandowski.

Toffoli e Lewandowski deram decisões para que fossem suspensos todos os processos contra Rodrigo Tacla Duran, acusado de ser doleiro e operador da Odebrecht (atual Novonor). O pedido partiu do próprio suspeito, que embarcou na série de anulações de provas da Lava Jato por suposta obtenção ilegal do material - os dois ministros julgaram o caso porque o primeiro assumiu os casos do segundo, que se aposentou no começo de 2023.

Appio foi proibido de julgar ações da Lava Jato após ser acusado de ameaçar João Malucelli - filho do desembargador federal Marcelo Malucelli, colega dos Flores no Tribunal Regional Federal da 4ª Região - e sócio do escritório de Sergio Moro, o Wolff e Moro. O então juiz da 13ª Vara Federal teria sido gravado numa ligação para o advogado em que o acusa de um crime, sem detalhar qual.

Eduardo Appio nega qualquer relação com a ameaça. Apresentou como defesa uma perícia que aponta erros da Polícia Federal na análise do áudio usado como prova contra ele. Após o imbróglio, o juiz firmou um acordo no CNJ, com Salomão, desistindo de tentar retornar à 13ª Vara Federal de Curitiba em troca do fim dos processos disciplinares contra ele.

A defesa dos Flores explica ao Supremo que os afastamentos são um erro de Salomão, chancelado pelo CNJ, porque a suspeição de Appio não tinha relação direta com as ações suspensas por Toffoli e Lewandowski. Os advogados dos desembargadores afirmam que "nenhuma das 28 exceções de suspeição" analisadas e que envolviam Appio tinham relação direta com ações em que Tacla Duran aparece como investigado ou réu.

Leia o pedido apresentado ao Supremo Tribunal Federal pelos advogados dos desembargadores:

André Mendonça, do STF, sugere que renegociação dos acordos de leniência envolva ajuda ao estado

Leia Mais

Aumentaram em 2024 as reclamações de deputados com o que chamam de “truculência” do parlamentar

Leia Mais

Castigada por chuvas impiedosas, a capital gaúcha também sofre com autoridades incompetentes.

Leia Mais

Supremo define tese que limita o uso da Justiça para constranger e atacar a imprensa

Leia Mais

Sangria estancada

22/05/2024 às 16:45

Depois de pedido da PGR, Fachin arquiva caso da Lava Jato contra Renan Calheiros e Romero Jucá

Leia Mais

Petrobras liberará acesso do Cade a informações sigilosas para ficar com cinco plantas

Leia Mais

Pressão de marido e aliados em favor de advogada incomoda desembargadores do TRF3

Leia Mais

Em conflito com governo do Pará, mineradora tenta retomar atividades em mina de níquel

Leia Mais

Ministro anula todos os atos da Lava Jato contra o empresário que virou

símbolo de corrupção.

Leia Mais

Moro sobrevive

21/05/2024 às 20:51

TSE decide manter o mandato do ex-juiz que comandou a operação Lava Jato.

Leia Mais

Idade ajudou José Dirceu a escapar de condenação. Demora na denúncia ajudou petista

Leia Mais

Primeira Turma do STF confirma denúncia contra Carla Zambelli e hacker e ri da conduta de ambos

Leia Mais

Aliados poupados

21/05/2024 às 12:30

Governistas consideram que, na articulação política, a missão da CPI da Braskem foi cumprida

Leia Mais

Empresários catarinenses que bancaram bloqueios em rodovias são denunciados pela PGR.

Leia Mais

Deputado busca votos de bolsonaristas para eleição na Câmara, mas não tem o aval de Bolsonaro

Leia Mais