Forçou a barra

Brenno Grillo
Publicada em 16/04/2024 às 09:11
Salomão quer ter o que mostrar quando deixar a corregedoria do CNJ, em agosto deste ano. Foto: Sergio Amaral/STJ

Conselheiros disseram ao Bastidor que estranharam o fato de Salomão ter afastado, sozinho, quatro magistrados das funções. Afirmaram que foi explícita a estratégia do corregedor em forçar a análise do caso, hoje, no plenário do Conselho Nacional de Justiça.

A sessão do CNJ (assista aqui), nesta terça-feira (16), promete ser agitada. Será analisada a decisão de Luís Felipe Salomão, corregedor da magistratura, que afastou dois juízes e dois desembargadores da 4ª Região do judiciário federal.

Foram afastados Gabriela Hardt, juíza que substituiu Sergio Moro de 2018 até junho de 2023; o juiz Danilo Pereira Júnior, que assumiu a 13ª Vara Federal de Curitiba em janeiro deste ano; e os desembargadores Carlos Eduardo Thompson Flores Lens e Loraci Flores de Lima.

Na última vez que o assunto foi tema no colegiado do CNJ, em 20 de fevereiro, Salomão discutiu com Luís Roberto Barroso, presidente do CNJ. O ministro do Supremo Tribunal Federal é contra reviver acusações contra magistrados que atuaram na Lava Jato. Considera que apurações assim podem soar como caça às bruxas, além de incentivarem retaliações políticas.

Salomão quer um troféu para apresentar quando deixar a corregedoria do CNJ. Seu prazo é curto, termina em agosto deste ano. Sem a corregedoria - e sem a relatoria do pré-projeto do Código Civil, que será entregue amanhã (17) ao Senado -, o ministro volta à planície do Superior Tribunal de Justiça.

Se conseguir manter suas decisões, Salomão se valoriza e agrada aliados - alguns no STF, como Dias Toffoli. Há integrantes da corte que não esquecem a contribuição da Lava Jato para o descrédito da corte junto à opinião pública.

Se ganha de um lado, Salomão perde de outro. É fato que o corregedor do CNJ conseguiu irritar Barroso. Ontem (15), ao anunciar o julgamento do caso em plenário, o ministro do STF foi curto e grosso, automaticamente mudando de assunto para outros itens da pauta.

Advogado ligado a Luiz Marinho ganha força na véspera da votação de duas listas tríplices pelo TRF-3

Leia Mais

Coloca na planilha

17/06/2024 às 19:00

Supremo julga ação sobre previdência, a terceira com impacto no orçamento da União neste mês

Leia Mais

Projeto de renegociação da dívida dos estados é um desastre para o governo federal

Leia Mais

Mudança de posição de ministro do STJ dá chance para Itaú reverter sentença milionária desfavorável.

Leia Mais

Auditorias do TCU mostram que governo não sabe como gasta dinheiro do Minha Casa, Minha Vida.

Leia Mais

Queiroz Galvão, OAS e Brasília Guaíba são condenadas pelo TCU por superfaturarem obras da BR-448.

Leia Mais

Ministro Humberto Martins, do STJ, revê decisão e libera três leilões com bens da Viação Itapemirim.

Leia Mais

Atrasar com calma

14/06/2024 às 17:16

PF some depois de ganhar mais prazo para encerrar inquérito sobre suposta rachadinha de Janones.


Leia Mais

Bolsonaro insiste em ex-policial da Rota militar como vice de Ricardo Nunes em São Paulo

Leia Mais

Sanção ainda traz recomendação de intervenção administrativa e cassação da concessão

Leia Mais

O efeito Toffoli

14/06/2024 às 10:24

STJ livra dois acusados da Lava Jato porque decisão do ministro do STF anulou provas.

Leia Mais

AGU e CGU de Lula firmam acordo de leniência com empresa que admitiu pagar propina a chefes do MDB.

Leia Mais

Marcelo Odebrecht pede que se ignore pedidos da PGR e da Petrobras para suspender anulação de provas

Leia Mais

À espera da PF

13/06/2024 às 17:49

Decisões sobre caso de corrupção e visita do CNJ criam clima de medo no TJ da Bahia

Leia Mais

Líder do partido fica responsável por cuidar de projeto para substituir trapalhada de Haddad

Leia Mais