Aras pediu ao STF a liberação dos cultos

Publicada em 01/04/2021 às 09:03
Foto: Pedro Ladeira/Folhapress

O pastor Silas Malafaia não perdeu a viagem quando encontrou em Brasília, recentemente, o procurador-geral da República Augusto Aras. O STF recebeu ontem pedido dele para a suspensão dos decretos municipais e estaduais que proíbem a realização de atividades religiosas presenciais durante o agravamento da pandemia.

O líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo tinha dito a Aras que esses decretos desrespeitam a liberdade religiosa prevista na Constituição. Esse encontro foi revelado pelo Bastidor em 19 de março.

O PGR pediu ao Supremo que autorize atividades religiosas antes da Páscoa porque a proibição de cultos significa mais sofrimento para as pessoas. Aras se manifestou em pedido do PSD contra o governo de São Paulo. Decreto do governador João Dória proibiu eventos presenciais durante a fase mais aguda da pandemia.