O advogado que quer colaborar com a Lava Jato

Diego Escosteguy
Publicada em 16/12/2020 às 18:56
Bragança é escoltado pela PF à prisão Foto: Código19/Folhapress

O advogado Wagner Bragança, preso ontem em operação da Lava Jato sobre desvios na gestão de Wilson Witzel, mostrou-se disposto a colaborar com as investigações.

Ele era sócio do escritório Nogueira & Bragança até a operação. Segundo as evidências, a banca intermediava dinheiro público desviado para o doleiro Victor Hugo Barroso.

De acordo com as investigações, a conta do escritório recebeu cerca de R$ 50 milhões em dinheiro desviado dos cofres públicos.

Bragança atua em recuperações judiciais e tem estreita relação com os principais operadores de lavagem ainda em atividade no Rio.

O escritório informou que vai ajudar nas investigações, que correm em sigilo no Superior Tribunal de Justiça.