Eduardo Paes tenta correr por fora para disputa presidencial de 2022

Publicada em 17/09/2021 às 18:00
Foto: Ricardo Borges/Folhapress

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, que se cuide. O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, tem se movimentado, dizem seus aliados, de olho na disputa presidencial do ano que vem.

Em duas semanas, Paes almoçou e jantou com o ministro Ciro Nogueira (Casa Civil), a ministra Flávia Arruda (Secretaria de Governo), senadores do PSD, deputados do partido e com o presidente da legenda, Gilberto Kassab.

O tema das conversas: sempre política nacional. Para conhecedores dos caminhos políticos, prefeito quando quer tratar de política nacional deseja a Presidência da República.

Experiente, Nogueira chegou a chamar Eduardo Paes de “meu presidente”, mas se tocou de que no almoço estava o governador do estado, Claudio Castro, um bolsonarista, e imediatamente tentou fugir da saia justa, dizendo que não sabia quando, mas que tinha certeza de que um dia o prefeito chegaria a presidente.

Deputados do PSD dizem que a demora de Rodrigo Pacheco a se afirmar candidato facilita que outros nomes da legenda tentem se viabilizar por fora dos holofotes. Eduardo Paes vangloria-se de ter boa relação com políticos de esquerda e de direita.