Bolsonaro diz a evangélicos que Martins não é mais opção ao Supremo

Diego Escosteguy
Publicada em 17/05/2021 às 16:27
Foto: Folhapress

O presidente Jair Bolsonaro disse a duas das principais lideranças evangélicas no Congresso que não nomeará Humberto Martins ao Supremo, apesar do apoio do centrão e da dupla Flávio Bolsonaro e Frederick Wassef.

Bolsonaro confirmou sob reserva, segundo esses líderes, que a pancadaria de Renan contra o governo inviabilizou o nome de Martins - o presidente do STJ ascendeu no Judiciário com apoio do senador.

Além disso, ministros do Supremo resistem a Martins, assim como setores evangélicos.

O presidente não quis se comprometer com os líderes. Disse apenas que escolherá um nome de sua confiança.

Embora o enfraquecimento de Martins seja um fato, essas lideranças não sabem se Bolsonaro falou apenas o que eles queriam ouvir - ambos apoiam André Mendonça. "(Com Bolsonaro) nunca se sabe", diz um deles.