Seis meses depois de anúncio, Butanvac ainda é promessa não cumprida

Publicada em 13/01/2022 às 15:00
Vacina usa tecnologia parecida com a dos imunizantes contra a influenza a partir Foto: Divulgação/Butantan

Em meio à alta de casos de Covid-19 no Brasil, em decorrência da variante Ômicron, o Instituto Butantan ainda não apresentou os dados finais da primeira fase de testes da vacina que está desenvolvendo com tecnologia 100% nacional. Anunciada com pompa e circunstância pelo presidente da entidade, Dimas Covas, e por João Doria, em junho de 2021, a Butanvac prometia revolucionar o combate à pandemia no Brasil.

O governo paulista queria entregar o imunizante em 120 dias. Passados 6 meses desde o início da pesquisa, a Butanvac passou por uma série de dificuldades e ainda não se sabe quando e se chegará ao mercado.

O primeiro problema foi a falta de voluntários para o início dos estudos. Em setembro, a Anvisa teve que alterar os protocolos de testes e os prazos, para garantir que o Butantan pudesse dar continuidade aos trabalhos. O laboratório diz que 5 mil pessoas foram selecionadas.

Há também falta de transparência nos custos. O Butantan afirma que só vai revelar o quanto gastou até agora quando for divulgar os dados da primeira fase, já encerrada. O instituto afirma que os pesquisadores ainda estão compilando os dados.

No site oficial do Butantan, a notícia mais recente sobre a Butanvac é do dia 26 de novembro. Na ocasião, o Hospital Mount Sinai, dos Estados Unidos, divulgou estudo que afirmava a alta produção de anticorpos a partir da vacina paulista. 

Promessa contra variantes

Um dos problemas do coronavírus é a existência de diversas variantes, em pouco tempo. As mutações genéticas de qualquer vírus são comuns, mas no caso da covid-19, podem resultar em alto número de mortes, como aconteceu com a Delta, por exemplo. 

Nesse sentido, a Butanvac é uma promessa animadora. Ao anunciar a tecnologia usada na vacina, o instituto afirmou que ela teria resposta melhor do que as vacinas existentes contra as variantes. A ideia era usar uma tecnologia semelhante à que existe no imunizante para combater a influenza: uma forma inativada de coronavírus é injetada em ovos embrionários, carregando a proteína S inativada.

Por ser uma técnica já conhecida, esperava-se que os estudos fossem mais rápidos. Por esse motivo, Dimas Covas anunciou que poderia ficar pronta em até 120 dias. 

O ovo de Bill Gates

Os estudos da Butanvac são realizados em parceria com a ONG PATH For Vaccines, que lidera um consórcio internacional de laboratórios que busca criar vacinas baratas, para atender a países de baixa e média renda. A entidade recebe recursos da fundação Bill e Melinda Gates. O Butantan diz que não recebeu nenhum dinheiro da entidade, apenas conhecimento e assistência técnica.

A tentativa de Carla Zambelli de incluir o hacker Walter Delgatti na campanha de reeleição de Jair Bolsonaro desagradou a ala política e profissional do comitê, especialmente Valdemar Costa Neto, dono do PL.

Leia Mais

O comitê de reeleição de Jair Bolsonaro discute três possibilidades de agenda para marcar o início da campanha de rua, a partir do dia 16: Aparecida do Norte, Juazeiro do Norte ou Juiz de Fora.

Leia Mais

As manifestações pela democracia nesta quinta-feira, em São Paulo, são históricas, mas não têm poder de gerar impacto significativo na eleição. O que elas mostram é que Bolsonaro tem menos tolerância para um golpe.

Leia Mais

Depois de ser condenado pelo TCU a devolver R$ 2,8 milhões em diárias, ex-procurador também viu o STJ confirmar a indenização por danos morais a Lula, por causa do PowerPoint em que acusava o petista de chefiar o esquema do petrolão.

Leia Mais

O presidente consultou seus auxiliares sobre uma possível implicação jurídica e política de um veto ao aumento de 18% nos salários dos ministros do Supremo Tribunal Federal, que aprovaram o reajuste na manhã de ontem, 10.

Leia Mais

A ministra foi eleita ontem à Presidência do STF sob uma expectativa aparentemente inatingível: preservar a legitimidade e autoridade da corte máxima do país durante as eleições mais tempestuosas desde a redemocratização. 

Leia Mais

Ministro votou em processo que julga a publicidade dos dados dos candidatos. Partiu dele a iniciativa que escondeu detalhes sobre o patrimônio dos candidatos nessas e nas eleições passadas. Para Fachin, manutenção de tais dados viola a LGPD.

Leia Mais

Corte decidiu pedir ao Congresso aumento salarial de 18% a ser pago em quatro parcelas. Assim, o salário dos ministros chegará a 46,3 mil reais. Ainda não há estimativa do impacto do efeito cascata do aumento.

Leia Mais

Patrimônio declarado pelo presidente à Justiça Eleitoral cresceu apenas 1,34% durante os últimos quatro anos, ante uma inflação acumulada de 28,7% no período.

Leia Mais

Governador declarou neste ano à Justiça Eleitoral um patrimônio 34,2% menor do que possuía em 2018. Apesar disso, ele ainda é sócio do pai em várias empresas, incluindo a gestora de marcas da Rede Massa, empresa de comunicação com emissoras de rádio e TV e afiliadas em vários estados.

Leia Mais

Beneficiado pelo fim das investigações sobre o esquema de rachadinhas, Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro, quer voltar à Alerj como deputado estadual.

Leia Mais

Jair Bolsonaro determinou a seus auxiliares e colocou no comando da operação o seu zero um, o senador Flávio Bolsonaro, que dissuadam Roberto Jefferson de sua candidatura para presidente.

Leia Mais

Carlos Bolsonaro convenceu o pai de que o ministro Alexandre de Moraes mira a impugnação de sua candidatura ao marcar para dia 12 a análise de recursos inquérito das fake news.

Leia Mais

Ministros que consideraram ilegais as diárias pagas à força-tarefa da Lava Jato gastaram, em um ano, cerca de R$ 1 milhão em passagens e diárias em viagens pelo mundo.

Leia Mais

A pobreza de Lula

09/08/2022 às 18:00

Ex-presidente declarou à Justiça Eleitoral que tem hoje menos de 10% dos ativos atrelados a ele, segundo provas reunidas por investigadores. Patrimônio também se reduziu quando comparado ao que ele declarou em 2018.

Leia Mais