O novo guru dos negacionistas brasileiros

Samuel Nunes
Publicada em 06/01/2022 às 06:00
Vídeo com Robert Malone foi excluído pelo YouTube por violar as políticas contra a desinformação da plataforma Foto: Reprodução/YouTube

As pesquisas no Google envolvendo o nome do médico norte-americano Robert Malone dispararam desde o dia 16 de dezembro, quando a Anvisa liberou o uso da vacina da Pfizer para a imunização de crianças de 5 a 11 anos. O especialista é um dos muitos profissionais que se dedicam a espalhar notícias falsas ou enganosas a respeito de imunizantes.

O mais recente capítulo envolvendo Malone foi a exclusão de um vídeo no YouTube, em que ele era entrevistado pelo comediante Joe Rogan, conhecido no Brasil por ser o entrevistador oficial do UFC e por produzir o podcast mais acessado do planeta.

Rogan também é favorável ao discurso antivacina. O vídeo dele foi excluído do YouTube por violar as políticas contra a desinformação da rede gerida pelo Google. 

Malone foi um dos cientistas a apontar as possibilidades de criação de vacinas por meio da transferência de trechos de RNA, no fim dos anos 1980, tecnologia que seria aperfeiçoada ao longo do tempo, até se tornar viável. Entre as vacinas que usam essa técnica está a da Pfizer/BioNTech, contra o coronavírus.

A revista Nature publicou, em setembro de 2021, uma ampla reportagem contando a história de Malone e o verdadeiro tamanho da importância do trabalho dele para a criação da técnica.

O cientista alega que a vacina pode promover, entre outros, problemas neurológicos e cardíacos em quem recebe as doses. O problema é que, apesar do conhecimento técnico, centenas de pesquisas ao redor do mundo já derrubaram as teses defendidas por Malone.

No Brasil, os discursos de Malone ganharam força depois da liberação da vacina da Pfizer. O novo guru dos negacionistas brasileiros pode ser encontrado em diversos trechos de vídeos que abarrotam páginas fakes e contas de influenciadores brasileiros.

Quando Malone teve a conta do Twitter excluída, sites de extrema-direita, como o The Rio Times e o Brasil Sem Medo, noticiaram a decisão da plataforma como um ato de censura.

Os argumentos de Malone permearam as falas dos médicos indicados pela deputada Bia Kicis (PSL-DF), que participaram da audiência pública que discutiu a metodologia de aplicação das doses em crianças.

As mentiras e enganos de Malone e dos seguidores dele já foram desmentidos por diversos órgãos científicos e agências de checagem de fatos no Brasil e em outros países.

A Anvisa reforça que as vacinas oferecidas no Brasil são seguras, e os eventuais efeitos adversos são leves. No caso da vacina da Pfizer, a eficácia na proteção de crianças de 5 a 11 anos de idade é de 90,5%. A aplicação das doses do imunizante nessa faixa etária deve começar no dia 14 de janeiro.

Bola com Dino

21/04/2024 às 13:44

Desembargadores afastados da funções pelo CNJ pedem que STF corrija erros de Luís Felipe Salomão.

Leia Mais

Ligação suspeita

20/04/2024 às 06:00

Advogada que atuou para Luiz Estevão ajudou a julgar servidores que o contrariaram na cadeia

Leia Mais

Flávio Dino desengaveta reclamação que leva STF de volta à discussão das emendas de relator.

Leia Mais

Avanço da PEC do Quinquênio é compromisso de Pacheco e Alcolumbre com integrantes do Judiciário

Leia Mais

Pressa para gastar

18/04/2024 às 19:00

Plenário do Senado começará a decidir sobre a PEC do Quinquênio a partir da próxima semana

Leia Mais

Governo volta a colocar Alexandre Padilha no centro do controle das emendas parlamentares

Leia Mais

Defesa de Bolsonaro é apenas uma justificativa para ato de pré-campanha eleitoral

Leia Mais

CCJ do Senado aprovou projeto que reintegra o quinquênio aos salários do Judiciário.

Leia Mais

Foi a votação que analisou a prisão de Brazão que fez o clima entre o governo e Lira esquentar

Leia Mais

A divisão no CNJ

16/04/2024 às 21:30

Votos dos conselheiros no caso Lava Jato espelham a cisão entre magistrados de carreira e advogados.

Leia Mais

Foi e voltou

16/04/2024 às 21:14

TRF3 reconduz presidente do conselho de Administração da Petrobras ao cargo após afastamento

Leia Mais

Ministro da CGU pode ser convocado a explicar relação do seu escritório de advocacia com a Novonor

Leia Mais

Salomão retirou Moro do procedimento que suspendeu a atuação de quatro magistrados federais.

Leia Mais

MP no CNJ e defesa de magistrados alegam não haver razão para corregedoria processar quarteto.

Leia Mais

Pacheco segura

16/04/2024 às 15:14

Senador atende ao governo e adia sessão do Congresso que vai analisar vetos de Lula

Leia Mais