Lira alertou Bolsonaro para riscos da agressividade

Publicada em 16/07/2021 às 16:36
Foto: Pedro Ladeira/Folhapress

O presidente da Câmara, Arthur Lira, alertou Jair Bolsonaro para o risco criado com as  declarações agressivas contra ministros do Supremo Tribunal Federal e a ameaça de rejeitar o resultado da eleição se o voto não for impresso.

Lira foi além. Relatou que tem percebido um descolamento de Bolsonaro no seu grupo de influência política, uma espécie de centrão ampliado. O contexto para esse afastamento é péssimo porque o presidente enfrenta queda de popularidade.  

O encontro de Bolsonaro e Lira aconteceu no início desta semana no Palácio da Alvorada. O presidente da Câmara avisou que a reeleição depende da aprovação da reforma tributária e de recursos orçamentários que viabilizem a ampliação do Bolsa Família.

Na condição de um dos líderes mais relevantes do centrão, o presidente da Câmara se preocupa mais com as reformas do que com a manutenção do apoio parlamentar ao governo. Lira está encantado com o acesso que o cargo lhe garante e trabalha para aprovar reformas defendidas por grandes investidores e líderes empresariais.