Fachin homologa repactuação das delações dos irmãos Batista

Diego Escosteguy
Publicada em 30/12/2020 às 00:10
Foto: Pedro Ladeira/Folhapress

O ministro Edson Fachin homologou, monocraticamente e sem ressalvas, a repactuação das delações de Joesley Batista e Wesley Batista, firmada no começo deste mês entre os irmãos e a Procuradoria-Geral da República.

Os dois comprometeram-se a pagar multa adicional de cerca de R$ 1 bilhão e aceitaram passar dez meses em prisão domiciliar.

A não ser que sobrevenham fatos novos, a decisão de Fachin põe fim a quase quatro anos de controvérsias sobre as delações dos comandantes da J&F.

A PGR defendia a rescisão dos acordos, perante o Supremo, desde setembro de 2017. Entre o final de 2019 e o começo deste ano, tanto a PGR quanto a defesa dos Batista chegaram a apresentar as alegações finais do caso a Fachin.

O processo seria julgado no plenário do Supremo no primeiro semestre, mas foi retirado da pauta.

Num espaço de poucos meses, portanto, o julgamento colegiado e público sobre a rescisão das delações transformou-se numa decisão individual e sigilosa acerca da repactuação delas.

TST colocou o presidente Lula em uma intrincada escolha para o novo ministro

Leia Mais

Manifestação em defesa de Jair Bolsonaro é - e será - comício do PL para eleição municipal

Leia Mais

Defesas de empreiteiras contam com prorrogação de prazo para renegociar acordos de leniência

Leia Mais

Bola com Dino

21/04/2024 às 13:44

Desembargadores afastados da funções pelo CNJ pedem que STF corrija erros de Luís Felipe Salomão.

Leia Mais

Governo volta a colocar Alexandre Padilha no centro do controle das emendas parlamentares

Leia Mais

Defesa de Bolsonaro é apenas uma justificativa para ato de pré-campanha eleitoral

Leia Mais

CCJ do Senado aprovou projeto que reintegra o quinquênio aos salários do Judiciário.

Leia Mais

Foi a votação que analisou a prisão de Brazão que fez o clima entre o governo e Lira esquentar

Leia Mais

A divisão no CNJ

16/04/2024 às 21:30

Votos dos conselheiros no caso Lava Jato espelham a cisão entre magistrados de carreira e advogados.

Leia Mais

Foi e voltou

16/04/2024 às 21:14

TRF3 reconduz presidente do conselho de Administração da Petrobras ao cargo após afastamento

Leia Mais

Ministro da CGU pode ser convocado a explicar relação do seu escritório de advocacia com a Novonor

Leia Mais

Salomão retirou Moro do procedimento que suspendeu a atuação de quatro magistrados federais.

Leia Mais

MP no CNJ e defesa de magistrados alegam não haver razão para corregedoria processar quarteto.

Leia Mais

Pacheco segura

16/04/2024 às 15:14

Senador atende ao governo e adia sessão do Congresso que vai analisar vetos de Lula

Leia Mais

Após demitir primo do presidente da Câmara, governo recorre ao deputado para escolher substituto.

Leia Mais