A arrogância dos irmãos Batista na negociação com a PGR

Diego Escosteguy
Publicada em 04/12/2020 às 19:00
Foto: Pedro Ladeira/Folhapress

Os procuradores da PGR que renegociam com os irmãos Batista os termos das delações deles ficaram surpresos com o que julgam ser uma postura arrogante da defesa.

Por meio de Frederick Wassef, advogado informal da família Bolsonaro, entre outros aliados em Brasília, Joesley e seus familiares tentavam, há anos, aproximar-se discretamente da PGR, de modo a buscar a repactuação de acordos já declarados rescindidos pela cúpula do Ministério Público.

A suavidade no trato deu lugar, nessa nova fase, a uma inflexibilidade que sugere, à PGR, uma desconhecida força política e jurídica dos irmãos Batista.

Mesmo numa posição (ao que se saiba) extremamente fraca para negociar, a defesa dos Batista insiste que ambos não aceitam cumprir pena em regime fechado - nem pagar uma multa adicional acima de R$ 1 bilhão. (A PGR exige R$ 2 bilhões.)

Diante do que fato de que Joesley é responsável por um dos maiores esquemas de corrupção já descobertos no Brasil e de que seu acordo já deveria ter sido rescindido formalmente pelo Supremo, os procuradores se questionam acerca da influência atual do empresário em Brasília.

Advogado ligado a Luiz Marinho ganha força na véspera da votação de duas listas tríplices pelo TRF-3

Leia Mais

Coloca na planilha

17/06/2024 às 19:00

Supremo julga ação sobre previdência, a terceira com impacto no orçamento da União neste mês

Leia Mais

Projeto de renegociação da dívida dos estados é um desastre para o governo federal

Leia Mais

Mudança de posição de ministro do STJ dá chance para Itaú reverter sentença milionária desfavorável.

Leia Mais

Auditorias do TCU mostram que governo não sabe como gasta dinheiro do Minha Casa, Minha Vida.

Leia Mais

Queiroz Galvão, OAS e Brasília Guaíba são condenadas pelo TCU por superfaturarem obras da BR-448.

Leia Mais

Ministro Humberto Martins, do STJ, revê decisão e libera três leilões com bens da Viação Itapemirim.

Leia Mais

Atrasar com calma

14/06/2024 às 17:16

PF some depois de ganhar mais prazo para encerrar inquérito sobre suposta rachadinha de Janones.


Leia Mais

Bolsonaro insiste em ex-policial da Rota militar como vice de Ricardo Nunes em São Paulo

Leia Mais

Sanção ainda traz recomendação de intervenção administrativa e cassação da concessão

Leia Mais

O efeito Toffoli

14/06/2024 às 10:24

STJ livra dois acusados da Lava Jato porque decisão do ministro do STF anulou provas.

Leia Mais

AGU e CGU de Lula firmam acordo de leniência com empresa que admitiu pagar propina a chefes do MDB.

Leia Mais

Marcelo Odebrecht pede que se ignore pedidos da PGR e da Petrobras para suspender anulação de provas

Leia Mais

À espera da PF

13/06/2024 às 17:49

Decisões sobre caso de corrupção e visita do CNJ criam clima de medo no TJ da Bahia

Leia Mais

Líder do partido fica responsável por cuidar de projeto para substituir trapalhada de Haddad

Leia Mais