Exclusivo

Vacinas: Johnson & Johnson prepara pedido de uso emergencial no Brasil

Diego Escosteguy
Publicada em 11/02/2021 às 17:28
Foto: Futura Press/Folhapress

A Johnson & Johnson prepara um pedido de uso emergencial de sua vacina no Brasil. A empresa americana pretende entrar com o pedido perante a Anvisa em breve.

Os executivos da JJ ainda não definiram uma data exata. Mas acreditam que o pedido será apresentado nas próximas semanas, ainda em março.

Dois fatores definirão a data: a evolução das negociações com o Ministério da Saúde e o cronograma de fornecimento de doses nos Estados Unidos e na Europa. A vacina foi desenvolvida pelo laboratório Janssen, uma subsidiária da JJ.

Apesar dos obstáculos encontrados pela JJ junto ao Ministério da Saúde, especialmente em janeiro, os diretores estão confiantes de que será possível vender doses do imunizante ao governo brasileiro. Daí a previsão de entrar com o pedido de uso emergencial na Anvisa.

O que separa os brasileiros da vacina da JJ é, portanto, a conclusão das negociações com o Ministério da Saúde. No quesito técnico, acerca da segurança e da eficácia da vacina, não há óbice: a empresa está entregando documentos e dados por meio do processo de submissão contínua da Anvisa.

Até agora, técnicos da agência consideram a documentação satisfatória - não se antevê problemas na autorização para uso emergencial. A empresa deve conseguir a mesma aprovação na FDA (Estados Unidos) em breve.

A vacina da JJ é promissora e requer apenas uma dose.