Exclusivo

Quadro médico de Bolsonaro é "delicado" e "grave"

Diego Escosteguy
Publicada em 14/07/2021 às 16:36
Foto: Foto divulgada pelo Twitter de Jair Bolsonaro

O quadro médico de Jair Bolsonaro é classificado de "delicado" e "grave" pelos médicos que atenderam o presidente nas últimas horas, segundo uma fonte com conhecimento direto dos fatos. Eles constataram uma obstrução intestinal no presidente, como confirma nota oficial do ministro Fábio Faria.

A obstrução intestinal identificada nos exames preliminares é grave e requer cuidados extremos, de acordo com duas fontes a par do diagnóstico. O cirurgião Antônio Luiz de Macedo, que viajou a Brasília para avaliar a condição de Bolsonaro, recomendou a transferência urgente para São Paulo após concordar com o diagnóstico inicial de seus colegas.

Macedo acompanha o presidente desde a facada na campanha de 2018. Já o operou três vezes. Ele e os demais médicos dão como certa uma cirurgia de emergência; novos exames serão feitos para determinar o escopo da intervenção. Trata-se de uma cirurgia de alta complexidade. Macedo é considerado um dos melhores profissionais do país.

O quadro relatado pelas duas fontes ao Bastidor é mais sério do que as notas oficiais e algumas das informações reservadas de assessores presidenciais sugerem até agora (16h de quarta). Não se trata de um problema menor ou "tranquilo", como definiu uma pessoa próxima ao presidente.

Bolsonaro, porém, não só sobreviveu a um atentado contra sua vida como reagiu bem às cirurgias que se seguiram. É um paciente forte. Com os melhores cuidados médicos possíveis, tem, portanto, todas as condições de se recuperar.