Lira pretende manter aliança com Bolsonaro até o início de 2022

Publicada em 14/07/2021 às 09:00
Foto: Pedro Ladeira/Folhapress

O presidente da Câmara, Arthur Lira, avisou a aliados que manterá a aliança com Jair Bolsonaro até o início do ano que vem.

Lira não vai desengavetar nenhum dos mais de cem pedidos de impeachment. Nem fará qualquer movimento para prejudicar o governo. Ao menos diante das circunstâncias atuais.

Isso não quer dizer, porém, que o presidente da Casa não toque projetos com potencial para incomodar o Planalto, como o da deputada Perpétua Almeida, que proíbe a atuação de militares da ativa no governo. Lira diz que tentará manter unida a base de apoio ao presidente, evitando a dispersão que a queda de popularidade de Bolsonaro poderá causar.

O presidente da Câmara, porém, diz que no início do ano que vem vai reavaliar seu alinhamento a Bolsonaro. Lira vai analisará os rumos dos ventos eleitorais para se reeleger deputado e, mais do que isso, permanecer à frente da Câmara em 2023.