Depois de bater em Guedes, deputados do centrão paparicam Roberto Campos Neto

Publicada em 25/11/2021 às 15:35
Roberto Campos Neto é paparicado por deputados do centrão Foto: Raphael Ribeiro/BCB

Um deputado da base aliada notou a diferença de tratamento dado nessa semana ao ministro da Economia, Paulo Guedes, e ao presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto.

Na terça-feira, 23, Guedes foi à Câmara dar explicações sobre sua offshore e apanhou de todos os lados, incluindo os parlamentares da base da base do governo. Os aliados (ou não) apareceram ou também cobraram explicações do ministro.

No mesmo dia, à noite, Roberto Campos Neto foi convidado para um jantar por um grupo de deputados do centrão. Foram cerca de 50 parlamentares. Paparicado, ele só recebeu elogios pela condução do Banco Central.

De um aliado mais animado do PL, partido a que deve se filiar o presidente da República, ouviu que deveria ele comandar a política econômica do país em substituição de Guedes.

Nessas situações, que não são novas, Campos Neto apenas ri, disse uma fonte.

O presidente do Banco Central tem mantido encontros esporadicamente com parlamentares. Sua relação de proximidade com o Congresso faz com que de tempos em tempos tratem seu nome como opção ao ministro da Economia.

A entrada de Sergio Moro na disputa presidencial com dois dígitos nas pesquisas de intenção de voto preocupou pedetistas, que passaram a pressionar o presidente da legenda, Carlos Lupi, a formar uma aliança com o ex-presidente Lula.

Leia Mais

A principal avaliação do ex-governador Geraldo Alckmin para definir onde se filiar é se terá alianças que lhe garanta uma candidatura competitiva ao governo do estado de São Paulo.

Leia Mais

Ao lado de Arthur Lira, o presidente do Senado disse ao tribunal ser impossível identificar quais parlamentares patrocinaram cada uma das emendas RP9, que compõem o orçamento secreto. 

Leia Mais

Futuro presidente do União Brasil, resultado da fusão entre o PSL e o DEM, Luciano Bivar informou a ACM Neto e ao ex-ministro Luiz Henrique Mandetta seu desejo de disputar a Presidente da República pelo novo partido.

Leia Mais

Fernando Collor escapou do STF. A corte não terminou de julgar hoje as ações sobre o marco do saneamento e o caso em que o senador é acusado de receber propina para influenciar decisões da BR Distribuidora será julgado em data ainda indefinida.

Leia Mais

A 2ª Turma do STF pode decidir na próxima terça-feira (30) o destino da investigação do MPRJ contra Flávio Bolsonaro no caso das rachadinhas em seu gabinete quando estava na Alerj. A decisão sobre o caso no colegiado já foi adiada duas vezes: uma por Gilmar Mendes e outra por Kassio Nunes Marques.

Leia Mais

A fé de Kassab

25/11/2021 às 15:31

Gilberto Kassab tem um ritual diário: garantir a interlocutores políticos que é real e genuína sua fé na candidatura de Rodrigo Pacheco à Presidência.

Leia Mais

A pré-candidatura de Simone Tebet à Presidência da República é um movimento dos chefes do MDB para fortalecer o partido nas negociações eleitorais de 2022.

Leia Mais

O TCU exigiu ontem (24) que União, governo de Mato Grosso e prefeitura de Cuiabá a se entendam em até 60 dias e decidam o destino do VLT (prometido para a Copa de 2014) que ligaria o aeroporto internacional, em Várzea Grande, à capital do estado. A obra iniciada em 2012 está parada há quase 7 anos sem previsão de solução.

Leia Mais

Arthur Lira e Rodrigo Pacheco voltaram a um nível de entendido desde a semana passada: o de que é preciso preservar ocultos os nomes de parlamentares beneficiados com as emendas secretas, as chamadas RP9.

Leia Mais

O julgamento das ações que discutem trechos do Marco Legal do Saneamento começa efetivamente, como a leitura do voto do relator, Luiz Fux. Fontes do setor privado ouvidas pelo Bastidor esperam uma vitória "de lavada" no STF.

Leia Mais

Empresários brasileiros não se preocupam com a proeminência cada vez maior que Xi Jinping tem tido no Partido Comunista Chinês. Fontes ligadas tanto ao setor privado brasileiro quanto ao governo chinês disseram ao Bastidor que a prioridade do empresariado é reforçar os laços comerciais.

Leia Mais

A determinação de Arthur Lira para aprovar brevemente a PEC que aumenta a idade de 65 para 70 anos a idade máxima de nomeação de juízes e ministros dos tribunais superiores é fruto de uma articulação para barrar o nome de André Mendonça.

Leia Mais

Frederick Wassef e o senador Flávio comemoram - houve até festa em estilo havaiano - desde o fim de semana: cumpriu-se a profecia do conselheiro da família Bolsonaro.

Leia Mais

Aliados do ex-ministro Sergio Moro avaliaram como positiva sua passagem pelo Congresso na terça-feira, 23, e entrevistas concedidas à imprensa tratando de economia, embora ainda admitam que ele precisa aprender e treinar mais.

Leia Mais