Os favoritos ao STJ

Brenno Grillo
Publicada em 27/02/2024 às 16:00
MPF e MPs estaduais disputam uma cadeira no STJ. Foto: Reprodução/CNJ

A ex-procuradora-geral da República Raquel Dodge e o vice-procurador-geral Hindemburgo Chateaubriand são tidos como os favoritos na lista sêxtupla de integrantes do Ministério Público que disputam uma vaga no Superior Tribunal de Justiça. O escolhido vai substituir a ministra Laurita Vaz, que se aposentou em outubro.

A vaga em questão é da cota do Ministério Público. O caminho ainda é longo: o STJ receberá a lista com nomes de integrantes do MPF e dos Ministérios Públicos estaduais até 15 de março. Escolherá três deles e encaminhará a lista menor ao presidente, que fará a escolha, sem data marcada.

Conta a favor de Hindemburgo a relação de extrema confiança que mantém com o atual procurador-geral da República, Paulo Gonet, e a proximidade com o grupo do ex-PGR Augusto Aras. Essa multiplicidade de apoiadores, segundos fontes do MPF, será um diferencial na disputa dentro do órgão e também no STJ.

Raquel Dodge foi procuradora-geral no governo Michel Temer. Ela tenta arregimentar apoios de grupos que fizeram oposição à gestão Aras. Ela e o ex-PGR não se dão bem, e a situação piorou desde que ele a substituiu no governo Bolsonaro. A dupla já protagonizou saias justas em sessões do Conselho Nacional do Ministério Público e outros encontros públicos.

Dodge tem também a seu favor a experiência do "beija-mão" necessário para esses cargos, porque já cruzou via parecida quando foi escolhida por Temer - presidente que depois denunciou por corrupção ao Supremo Tribunal Federal.

Integrantes da PGR afirmam que Carlos Frederico Santos é outro que deve estar entre os seis escolhidos. O subprocurador-geral ganhou pontos com o governo ao cuidar dos casos dos golpistas do 8 de janeiro.

Essas mesmas fontes dizem ainda que as outras três vagas serão protocolares, valendo para alguns dos proponentes iniciarem seus périplos para um dia tentarem chegar às cortes superiores.

Nos estados, as disputas ainda estão sendo definidas, com os MPs de cada unidade da federação ainda decidindo quem serão seus indicados. Um dos nomes que desponta é o do procurador de Justiça do Acre Sammy Barbosa. Seu principal apoiador é o ministro Mauro Campbell, do STJ.

Ele figurou na última lista destinada ao MP no Superior Tribunal de Justiça, elaborada no governo Dilma Rousseff. Naquela ocasião, perdeu a indicação presidencial para o hoje ministro Sérgio Kukina.

O terceiro nome dessa lista tríplice foi o de José Eduardo Sabo Paes, do Distrito Federal. Agora, o também procurador de Justiça deverá retornar à disputa com boas chances de ser indicado ao STJ.

Bola com Dino

21/04/2024 às 13:44

Desembargadores afastados da funções pelo CNJ pedem que STF corrija erros de Luís Felipe Salomão.

Leia Mais

Ligação suspeita

20/04/2024 às 06:00

Advogada que atuou para Luiz Estevão ajudou a julgar servidores que o contrariaram na cadeia

Leia Mais

Flávio Dino desengaveta reclamação que leva STF de volta à discussão das emendas de relator.

Leia Mais

Avanço da PEC do Quinquênio é compromisso de Pacheco e Alcolumbre com integrantes do Judiciário

Leia Mais

Pressa para gastar

18/04/2024 às 19:00

Plenário do Senado começará a decidir sobre a PEC do Quinquênio a partir da próxima semana

Leia Mais

Governo volta a colocar Alexandre Padilha no centro do controle das emendas parlamentares

Leia Mais

Defesa de Bolsonaro é apenas uma justificativa para ato de pré-campanha eleitoral

Leia Mais

CCJ do Senado aprovou projeto que reintegra o quinquênio aos salários do Judiciário.

Leia Mais

Foi a votação que analisou a prisão de Brazão que fez o clima entre o governo e Lira esquentar

Leia Mais

A divisão no CNJ

16/04/2024 às 21:30

Votos dos conselheiros no caso Lava Jato espelham a cisão entre magistrados de carreira e advogados.

Leia Mais

Foi e voltou

16/04/2024 às 21:14

TRF3 reconduz presidente do conselho de Administração da Petrobras ao cargo após afastamento

Leia Mais

Ministro da CGU pode ser convocado a explicar relação do seu escritório de advocacia com a Novonor

Leia Mais

Salomão retirou Moro do procedimento que suspendeu a atuação de quatro magistrados federais.

Leia Mais

MP no CNJ e defesa de magistrados alegam não haver razão para corregedoria processar quarteto.

Leia Mais

Pacheco segura

16/04/2024 às 15:14

Senador atende ao governo e adia sessão do Congresso que vai analisar vetos de Lula

Leia Mais