O contra-ataque de Moraes

Redação
Publicada em 07/06/2024 às 17:51
Lessa será transferido para Tremembé, em São Paulo. Foto: Reprodução

O ministro Alexandre de Moraes resolveu divulgar parte da delação de Ronnie Lessa, ex-policial que confessou ter matado a vereadora Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes. Na decisão de hoje (sexta), Moraes também ordenou a transferência do miliciano para o presídio de Tremembé, em São Paulo.

A transferência foi solicitada pela defesa de Lessa com o argumento de proteger o preso. Os advogados entendem que o ex-policial militar passa por "situação especial de risco". A mudança foi combinada como o governo paulista, apesar de a Secretaria de Segurança Pública ter dito a Moraes não ter condições de receber o miliciano.

Moraes retirou o sigilo dos volumes um e dois, de um total de sete, da delação do miliciano. Disse que trechos do material foram divulgados pela imprensa e que as investigações da Polícia Federal não serão afetadas pela publicidade do caso.

A decisão de Moraes ocorre logo após ganhar força no Congresso o movimento para enfraquecer o instituto da colaboração premiada. Integrantes do PL desengavetaram um projeto de lei que proibiria delação de quem está preso. Seria, em tese, o caso de Ronnie Lessa e de Mauro Cid, o ex-ajudante de ordens de Jair Bolsonaro. Existe controvérsia jurídica sobre a aplicabilidade de uma lei como essa em casos já em andamento. Mas, politicamente, o constrangimento é evidente.

A proposta fora apresentada em 2016 então deputado Wadih Damous, hoje Secretário Nacional do Consumidor. Advogado e petista, Damous queria livrar seus correligionários. O movimento dos bolsonaristas constrangeu o secretário. Ele se viu obrigado a se posicionar contra, embora com malabarismos retóricos, um projeto que havia apresentado.

Ministros próximos a Lula se viram na desconfortável posição de tentar defender o mérito do projeto e atacar a urgência com a qual a oposição o toca. A decisão de Moraes acontece um dia após o assunto esquentar no Congresso e no governo.

Ainda não se sabe como o presidente da Câmara, Arthur Lira, reagirá. Em meio às negociações por apoio para emplacar Elmar Nascimento como seu sucessor, Lira acolheu a articulação do PL em favor do projeto. Se aprovada, vale lembrar mais uma vez, a mudança pode ajudar Jair Bolsonaro a escapar de ações e investigações conduzidas por Moraes.

Porém, Lira não usará o PL de Damous, por considerá-lo ruim. O deputado alagoano falou que a análise será sobre o texto protocolado pelo deputado Luciano Amaral em 2023.

Leia a decisão proferida por Moraes nesta sexta-feira:

Advogado ligado a Luiz Marinho ganha força na véspera da votação de duas listas tríplices pelo TRF-3

Leia Mais

Coloca na planilha

17/06/2024 às 19:00

Supremo julga ação sobre previdência, a terceira com impacto no orçamento da União neste mês

Leia Mais

Projeto de renegociação da dívida dos estados é um desastre para o governo federal

Leia Mais

Mudança de posição de ministro do STJ dá chance para Itaú reverter sentença milionária desfavorável.

Leia Mais

Auditorias do TCU mostram que governo não sabe como gasta dinheiro do Minha Casa, Minha Vida.

Leia Mais

Queiroz Galvão, OAS e Brasília Guaíba são condenadas pelo TCU por superfaturarem obras da BR-448.

Leia Mais

Ministro Humberto Martins, do STJ, revê decisão e libera três leilões com bens da Viação Itapemirim.

Leia Mais

Atrasar com calma

14/06/2024 às 17:16

PF some depois de ganhar mais prazo para encerrar inquérito sobre suposta rachadinha de Janones.


Leia Mais

Bolsonaro insiste em ex-policial da Rota militar como vice de Ricardo Nunes em São Paulo

Leia Mais

Sanção ainda traz recomendação de intervenção administrativa e cassação da concessão

Leia Mais

O efeito Toffoli

14/06/2024 às 10:24

STJ livra dois acusados da Lava Jato porque decisão do ministro do STF anulou provas.

Leia Mais

AGU e CGU de Lula firmam acordo de leniência com empresa que admitiu pagar propina a chefes do MDB.

Leia Mais

Marcelo Odebrecht pede que se ignore pedidos da PGR e da Petrobras para suspender anulação de provas

Leia Mais

À espera da PF

13/06/2024 às 17:49

Decisões sobre caso de corrupção e visita do CNJ criam clima de medo no TJ da Bahia

Leia Mais

Líder do partido fica responsável por cuidar de projeto para substituir trapalhada de Haddad

Leia Mais