Deixem com os bagrinhos

Diego Escosteguy
Publicada em 01/07/2024 às 06:00
Se depender dos criminalistas, o prejuízo das Americanas ficará só com os credores Foto: Zimel Press/Folhapress

Um dos maiores criminalistas do país atendeu anteontem dois ex-executivos das Americanas. Um deles foi alvo na semana passada da operação Disclosure, da Polícia Federal, sobre as fraudes na companhia. O outro teme estar na fila.

O advogado - que, por sinal, nunca teve problemas em recorrer a colaborações premiadas quando elas eram vantajosas, nos tempos de Lava Jato - acalmou ambos. Após analisar as principais peças dos autos em parceria com outro tubarão do Direito Penal, vislumbrou fragilidades e até possíveis nulidades na investigação.

Na avaliação do criminalista e de seu parceiro, ambos especialistas em matar inquéritos de crimes de colarinho branco, a investigação está alicerçada num uso "ilegal e abusivo" de duas delações e em conversas de WhatsApp "distorcidas".

Eles também afirmaram aos clientes, e confirmaram reservadamente ao Bastidor, que a relativa complexidade técnica das fraudes e a tradição brasileira de ignorar crimes corporativos jogam contra o inquérito. A força econômica do trio Jorge Paulo Lemann, Carlos Alberto Sicupira e Marcel Telles não precisou ser mencionada.

Um dos ex-executivos chegou ao escritório do criminalista disposto até a tentar uma delação. Saiu de lá convencido de que gastará uma boa grana em multas à CVM e, claro, com seus advogados. (Nesse tipo de caso, os honorários, só com os criminalistas, provavelmente ultrapassarão eventuais multas à CVM.) Após o impacto inicial da operação, eles acreditam que prevalecerão nos tribunais superiores.

"Se nem executivo da Samarco e da Braskem caiu, imagine quem é suspeito de ignorar normas contábeis", diz um dos advogados, com o discurso aparentemente já adaptado aos clientes.

A confiança parece beirar a arrogância, mas só para quem desconhece os resultados dessa turma. "Só bagrinho e gente apressada vai se dar mal", diz o criminalista. "Quem tiver sangue frio e discrição resolverá tudo."

Bagrinho, para ele, é qualquer um abaixo de CEO.

De olho em enfrentar Lula em 2026, governador de Goiás espalha campanha que une segurança e negócios

Leia Mais

Fechem a torneira

19/07/2024 às 14:05

AGU pede ao STF suspensão do leilão da Sabesp por conflito de interesses e valor subestimado.

Leia Mais

Desempenho na segunda fase da venda das ações faz da privatização da estatal um sucesso

Leia Mais
Exclusivo

Um erro de 420 milhões

19/07/2024 às 06:00

Perda de prazo da PGFN dá à Dufry e ao advogado Sergio Bermudes precatório de quase meio bilhão.

Leia Mais

Defesa de Duque recorre ao ministro para evitar prisão por corrupção e lavagem na Petrobras.

Leia Mais

Por mim, libera

18/07/2024 às 19:50

Gonet diz que não é possível avaliar com calma a ação do PT contra a privatização da Sabesp.

Leia Mais

TSE muda de ideia e decide enviar observadores à eleição, o que evita um erro crasso do Brasil

Leia Mais

Expliquem-se

18/07/2024 às 09:07

Salomão pede que TJAL esclareça porque nomeou juízes já conhecidos na falência da Laginha.

Leia Mais

Alphabet foi condenada por concorrência desleal; Meta enfrenta ação bilionária por uso de dados.

Leia Mais

STF dá 24 horas para São Paulo justificar leilão da Sabesp; PT pediu liminar para suspender venda.

Leia Mais
Exclusivo

Gol da Alemanha

17/07/2024 às 19:09

Anac confirma que governo federal ressarcirá prejuízos da Fraport com o Aeroporto Salgado Filho.

Leia Mais

Juízes responsáveis pelo processo de falência da Usina Laginha decidiram que são aptos para o caso.

Leia Mais

Governo oculta dados de acordos da JBS e Marfrig com PGFN para renegociar dívidas com a União.

Leia Mais

Fraport fala que obras no aeroporto de Porto Alegre dependem de acordo com governo federal.


Leia Mais

Eduardo Braga quer alterar no Senado pontos da reforma tributária que foram acertados na Câmara

Leia Mais