Exclusivo

Bolsonaro diz a aliados que indicará André Mendonça ao Supremo

Diego Escosteguy
Publicada em 11/06/2021 às 20:24
Foto: Folhapress

O presidente Jair Bolsonaro disse a pessoas próximas nessa semana que indicará André Mendonça à vaga no Supremo Tribunal Federal a ser aberta com a aposentadoria do decano Marco Aurélio Mello, em julho. É a primeira vez que o presidente relata a sério, ainda que reservadamente, ter tomado uma decisão definitiva acerca da nova vaga no STF. (Bolsonaro costuma confundir aliados considerados suspeitos com contra-informação; não é o caso.)

Mendonça é advogado-Geral da União. Ascendeu no governo de Jair Bolsonaro. Tem apoio significativo de setores evangélicos, de ministros próximos ao presidente e da primeira-dama, Michelle Bolsonaro.

Segundo relatou a essas fontes, o presidente espera que Mendonça vença sozinho, nas próximas semanas, as resistências a seu nome no centrão e no Senado. Reafirmou, contudo, que o nome está escolhido.

A opção de Bolsonaro visa a agradar os evangélicos, de modo a consolidar o apoio a ele nesse segmento em 2022.

Caso o presidente confirme formalmente a indicação, será a primeira grande derrota política de Flávio Bolsonaro, o filho mais influente do presidente. Flávio e o advogado Frederick Wassef trabalharam com afinco pela indicação de Humberto Martins, presidente do STJ. Até agora, não perderam nenhuma disputa política no governo Bolsonaro - e ainda não desistiram dessa.