Leite se aproxima de Alckmin para ter apoio nas prévias do PSDB

Publicada em 19/07/2021 às 09:49
Foto: Marcos Nagelstein/Folhapress

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, buscou na semana passada o apoio do grupo do ex-governador Geraldo Alckmin para a disputa das prévias tucanas que vão escolher o candidato do partido na eleição do ano que vem. Os outros pré-candidatos são o governador João Doria, o senador Tasso Jereissati e o ex-prefeito de Manaus Arthur Virgílio.

Na quinta-feira 15 de julho, o governador gaúcho esteve em São Paulo para uma visita a aliados de Alckmin. Leite vai voltar ao Estado para encontrar pessoalmente o ex-governador, que sinalizou apoiá-lo.

Embora Alckmin seja o responsável pela filiação de Doria ao partido, o governador de São Paulo tentou ao longo de 2018 tirar do padrinho político a legenda para disputar a Presidência da República. Derrotado no partido, foi considerado traidor porque já estava flertando com a candidatura de Jair Bolsonaro antes do segundo turno.

Os planos de Alckmin são de se candidatar ao governo paulista, mas Doria trabalha com sucesso para emplacar o vice-governador Rodrigo Garcia. Nesse cenário, Alckmin teria de tentar uma vaga para o Senado.     

Leite também esteve em Brasília na quarta-feira passada quando se encontrou com parlamentares gaúchos e com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco. Apesar de haver especulação sobre uma candidatura de Pacheco a presidente da República em 2022 pelo PSD, Leite tem dito que ele seria um grande candidato a vice-presidente.