Centrão vai apelar mais uma vez a ministros do Supremo

Diego Escosteguy
Publicada em 17/02/2021 às 18:47
Foto: Pedro Ladeira/Folhapress

Os líderes do centrão, em especial Arthur Lira e Ciro Nogueira, tentarão articular hoje à noite, com a ajuda de advogados próximos ao grupo, uma solução política junto ao Supremo para o caso do deputado Daniel Silveira.

Eles querem que Alexandre de Moraes aceite revogar a prisão do parlamentar, revertendo-a numa medida menos gravosa. Em troca, prometem cassar o deputado.

Esse grupo não está preocupado com o destino de Daniel Silveira. Mas tenta evitar o que considera ser uma imposição exagerada do Supremo - tenta evitar, em suma, uma derrota que ponha de joelhos a Câmara e abra um precedente para manter o Congresso em genuflexão constante perante o Judiciário.

Essa turma argumentará que, neste momento, não há como assegurar que os deputados manterão a prisão de Daniel Silveira, caso precisem votar aberta e imediatamente. A cúpula do Congresso dirá que deseja preservar o próprio Supremo. Afinal, raciocinam, a derrubada da prisão seria interpretada como uma "afronta" ao tribunal.

Diante do humor dos ministros, é improvável que a articulação dê certo.