A disputa oculta no governo pelo orçamento

Publicada em 08/04/2021 às 09:06
Foto: Agif/Folhapress

Aliados do governo no Congresso apontam que a resistência do ministro Paulo Guedes à lei orçamentária deste ano, aprovada pelos parlamentares, é decorrente da rivalidade com o ministro Rogério Marinho. O presidente da Câmara, Arthur Lira, quer uma decisão hoje sobre esse impasse. O prazo para sanção ou veto do presidente Jair Bolsonaro vai até 22 de abril.

Marinho teve sucesso nas articulações com o Congresso para melhorar o orçamento do Ministério do Desenvolvimento Regional que ficou com R$ 23,5 bilhões, incluindo os valores das emendas parlamentares. O ministro da Economia ficou inconformado porque não teve força para barrar as pretensões do colega.

O ministro do Desenvolvimento Regional fala o que Bolsonaro quer ouvir e tem derrotado Guedes dizendo que o governo precisa investir em obras para gerar empregos, estimular a economia e agradar aliados políticos para a reeleição.