Roberto Campos Neto tem a simpatia do centrão

Publicada em 16/04/2021 às 16:15
Foto: Raul Spinassé/Folhapress

Dois líderes do centrão trataram com executivos do mercado financeiro um assunto que interessa a todos: o Ministério da Economia. Durante jantar realizado ontem, quinta-feira 15 de abril, em São Paulo, o presidente da Câmara, Arthur Lira, e o senador Ciro Nogueira, ambos do PP, falaram sobre o conflito entre o governo de Jair Bolsonaro e o Congresso por causa da lei orçamentária de 2021.

Lira e Nogueira falaram muito, mas também ouviram muito. Escutaram dos empresários que há muita frustração com o ministro Paulo Guedes por promessas descumpridas e pela falta de habilidade política que o cargo exige.

Além da coincidência de críticas sobre Guedes, o jantar teve unanimidade nos elogios ao presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto. Não chegaram a falar abertamente na substituição de Guedes por Campos Neto, mas esse pode ser o cardápio do próximo jantar.

Os executivos financeiros e os parlamentares ressaltaram que Campos Neto já mostrou desenvoltura política em vários episódios. Citaram os exemplos das negociações pela reforma da Previdência no início do governo Bolsonaro, e o desempenho dele para destravar a votação da autonomia do Banco Central.

A postura do Banco Central nas medidas de modernização do sistema bancário, como o sucesso do lançamento do PIX e a ampliação da concorrência por meio das fintechs, também foi elogiada no jantar.