Rivais preparam pente fino nos contratos do novo Ministro da Justiça

Publicada em 31/03/2021 às 06:00
Foto: Lúcio Bernardo Jr/Agência Brasília

A escolha do novo ministro da Justiça teve a participação direta do senador Flávio Bolsonaro. Muito ligado ao filho do presidente da República, o delegado da Polícia Federal Anderson Torres terá que se preparar para um pente fino nos contratos assinados na sua gestão na Secretaria de Segurança do Distrito Federal. Essa é a promessa de algumas alas de policiais federais que temem a politização da instituição.

Delegados da PF já perceberam que a troca de comando no Ministério da Justiça teve como objetivo principal a tão sonhada autonomia do presidente Jair Bolsonaro. Ele tentou isso, sem sucesso, com os ex-ministros Sérgio Moro e André Mendonça, mandado de volta à Advocacia-Geral da União.

A partir de agora, esses delegados que alegam defender a Polícia Federal de qualquer intervenção política, já receberam informações de problemas em diferentes contratos na secretaria do DF que foi comandada por Torres.