PF pede mais tempo para investigar Renan em desvios no Postalis

Publicada em 08/06/2021 às 06:00
Foto: Pedro Ladeira/Folhapress

A Polícia Federal pediu ao ministro Luís Roberto Barroso mais 60 dias para investigar a suspeita de participação do senador Renan Calheiros em desvios no Postalis. O esquema ajudou a quebrar o fundo de pensão dos funcionários dos Correios na era petista.

Os investigadores querem mais prazo para ouvir testemunhas e obter documentos bancários ainda não entregues. Eles acreditam que conseguirão avançar nos rastros do dinheiro desviado do Postalis às contas controladas pelo operador Milton Lyra, associado a Renan.

O senador, ao lado de outros integrantes do MDB, patrocinava politicamente a cúpula do Postalis nos governos Lula e Dilma.

A Procuradoria-Geral da República ainda não se manifestou sobre o pedido da PF.