Depois de expulsar Kajuru, Cidadania quer impeachment de Bolsonaro

Publicada em 14/04/2021 às 09:29
Foto: Karime Xavier/Folhapress

Presidente do Cidadania, o ex-deputado Roberto Freire se reuniu com outros presidentes de partidos de esquerda e centro-esquerda nesta terça-feira, 13, para ingressar com um pedido de impeachment turbinado contra Jair Bolsonaro.

Além do Cidadania, a ideia é reunir todos os parlamentares e partidos, incluindo deputados da direita não bolsonarista e ex-aliados, para pressionar o presidente da Câmara, Arthur Lira.

O pedido acrescentaria na lista de crimes de responsabilidade a incitação por Bolsonaro para que o senador Jorge Kajuru abra investigações contra ministros do Supremo Tribunal Federal, como ficou evidenciado na conversa com o presidente divulgada pelo parlamentar no domingo.

Freire solicitou a Kajuru que deixe a legenda para que não seja expulso depois de ter divulgado a conversa. A legenda não gostou do que considerou ser subserviência do parlamentar a Bolsonaro.

É na conversa que o presidente orienta que Kajuru tente ampliar o escopo de investigação da CPI da Pandemia para apurar a atuação de prefeitos e governadores. Também sugeriu entrar com pedidos de impeachment de ministros do Supremo para barrar a CPI.