O incômodo dos ministros do STJ com Noronha

Diego Escosteguy
Publicada em 27/01/2021 às 11:48
Foto: Folhapress

Ministros da Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça estão incomodados com o colega João Otávio de Noronha. O ministro pediu vista e suspendeu indefinidamente um julgamento que estava encaminhado para negar a revogação de prisões preventivas de investigados na Faroeste. Trata-se da operação que descobriu um esquema de venda de sentenças no Tribunal de Justiça da Bahia.

A investigação da Procuradoria-Geral da República também atinge advogados e, caso avance conforme esperam os procuradores responsáveis, irá mais longe.

Nos próximos meses, os ministros definirão a lista tríplice para substituir Napoleão Maia, que se aposentou no fim do ano passado. Prefeririam escolher os nomes que irão ao presidente Jair Bolsonaro, de quem Noronha é próximo, sem a sombra da indefinição de um caso que se tornou maior do que muitos antecipavam.