Barroso chama Bolsonaro de "farsante" que coloca país no mesmo caminho da Venezuela

Brenno Grillo
Publicada em 09/09/2021 às 10:54
Foto: Pedro Ladeira/Folhapress

Luís Roberto Barroso disse hoje que Jair Bolsonaro é um "farsante" que coloca o Brasil no caminho para entrar no "clube" formado por Venezuela, Albânia, Filipinas, El Salvador e outras ditaduras. As falas do presidente do TSE são respostas aos ataques feitos pelo capitão reformado contra a corte durante o 7 de setembro.

Além de chamar Alexandre de Moraes de canalha, Bolsonaro disse que as eleições são uma "farsa patrocinada por Barroso". Os ataques, segundo o ministro, não passam de "retórica de palanque" feita a partir de "linguagem abusiva e da mentira".

O presidente do TSE citou a invasão do Capitólio, em 6 de janeiro, e usou a palavra golpe ao se referir aos riscos que muitas democracias, aí incluído o Brasil, estão sofrendo. "É muito triste o ponto a que chegamos", afirmou, complementando que, "por aqui, não faltou quem pregasse a invasão do Congresso e do STF".

Esses riscos, disse Barroso, surgem a partir de "teorias conspiratórias", algumas delas repetidas à exaustão na live que Bolsonaro fez em agosto deste ano para apresentar supostas provas de fraude eleitoral. Para o ministro, essa transmissão do presidente figurará na história "dos eventos bizarros".