Ataques de Bolsonaro ao STF prejudicam André Mendonça

Brenno Grillo
Publicada em 08/09/2021 às 15:56
Foto: Thenews2/Folhapress

Os ataques feitos por Jair Bolsonaro contra o STF durante o 7 de setembro prejudicaram as chances de André Mendonça tornar-se ministro da corte. Se já havia resistência ao seu nome no Senado, o STF tornou-se a nova barreira. O AGU e ex-ministro da Justiça foi indicado para que o presidente cumprisse sua promessa aos evangélicos.

Uma fonte próxima ao presidente afirmou a O Bastidor que "não se pode descartar" a possibilidade de Bolsonaro aproveitar o naufrágio da indicação de Mendonça para usar esses ataques como justificativa em eventual derrota no Senado.

Há ainda a questão do parcelamento de R$ 89 bilhões em precatórios - como já foi cogitado informalmente -, que depende do CNJ presidido por Luiz Fux. Sem esse saída será muito difícil aumentar o valor do Bolsa Família. A salvação do presidente da República pode estar no apetite do Congresso, que também precisa de espaço no orçamento para emendas além das obrigatórias.