O triplex do centrão

Diego Escosteguy
Publicada em 21/07/2021 às 06:00
Foto: O prédio onde fica o triplex do centrão

Operadores do submundo dos negócios públicos de Brasília revelaram ao Bastidor que acordos não republicanos sobre os grandes contratos no Ministério da Saúde eram discutidos e fechados num triplex da capital. Empresários próximos ao PP usavam esse apartamento de luxo tão somente para essa finalidade. Era um dos bunkers do centrão.

O imóvel fica na 211 Sul, lugar central de Brasília. Ultimamente, não tem sido mais usado, relatam fontes que participaram de algumas dessas conversas. Depoimentos de vizinhos confirmam o súbito fim dos encontros que reuniam gente pesada de Brasília.

Esses empresários e operadores, em especial os envolvidos nas negociações da VTCLog, a antiga Voetur, com o Ministério da Saúde, temem que a CPI ou a Polícia Federal investiguem a geolocalização dos celulares usados por eles. Esse trabalho permitiria identificar as datas das reuniões e as pessoas presentes nelas.

O grupo do PP que atuava junto ao Ministério da Saúde também usava, embora com menos frequência, uma casa espaçosa no Lago Norte, região nobre da capital. Nesse endereço, davam-se encontros discretos. Serviam para aproximar os operadores de autoridades do governo - incluindo militares de alta patente, segundo duas fontes que estiveram num jantar com a presença dessa turma.

Os convescotes e as reuniões secretas aconteciam até o início dos trabalhos da CPI da Pandemia.