Em delação, empresário implica Rodrigo Maia em esquema no Rio

Publicada em 24/02/2021 às 11:16
Foto: Agif/Folhapress

Em delação, o empresário Marcus Vinícius Azevedo da Silva, ex-assessor do governador em exercício do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, implicou o ex-presidente da Câmara Rodrigo Maia num esquema de corrupção na capital fluminense. O acordo foi homologado pelo ministro Marco Aurélio Mello no final do ano passado.

Na decisão em que homologa a colaboração, o ministro refere-se ao anexo 1 do acordo. Nele, diz-se que Maia participou de esquema fraudulento de licitação na Secretaria Municipal de Esporte e Lazer do Rio de Janeiro durante a gestão de Eduardo Paes. Não há outras informações disponíveis - a delação segue em segredo de Justiça.

Marcus Vinícius foi preso e denunciado por corrupção em 2019, na operação Catarata. Resolveu delatar aos promotores cariocas quem mais participava de desvios na Prefeitura do Rio. Os delatados por Marcus Vinícius com foro no Tribunal de Justiça do Rio foram alvo da segunda fase da Operação Catarata, em setembro.

Procurado pelo Bastidor, Maia afirmou que "não conhece o Sr. Marcus Vinícius Azevedo da Silva" e que "como deputado federal nunca interferiu em assuntos relacionados à Secretaria Municipal de Esporte e Lazer ou qualquer outra Secretaria".