Advogado pede prisão domiciliar para Roberto Jefferson

Publicada em 13/08/2021 às 16:04
Foto: Futura Press/Folhapress

O advogado Luiz Gustavo Pereira da Cunha, do PTB, acaba de entrar no STF com pedido de liminar para converter a prisão preventiva de Roberto Jefferson em prisão domiciliar. O defensor do presidente do partido pediu a garantia de que ele possa tomar os remédios, de uso diário, em decorrência de sequelas de tratamentos contra o câncer.

O inquérito conduzido pela Polícia Federal investiga "atuação de organização criminosa, de forte atuação digital e com núcleos de produção, publicação, financiamento e político absolutamente semelhante àqueles identificados no Inquérito 4.781, com a nítida finalidade de atentar contra a Democracia e o Estado de Direito".

Além da prisão preventiva, a decisão do ministro Alexandre de Moraes mandou realizar busca e apreensão de armas, munições, computadores, tablets, celulares e outros dispositivos eletrônicos, bem como o bloqueio das contas em redes sociais para a interrupção dos discursos criminosos de ódio e contrário às instituições democráticas e às eleições.