Banco do Brasil quer sócio internacional para a BBDTVM

Publicada em 05/08/2021 às 12:33
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O Banco do Brasil procura um sócio para a gestora de recursos BBDTVM. O presidente Fausto de Andrade Ribeiro revelou hoje, quinta-feira 5 de agosto, que esse candidato tem de ser robusto, internacional e com perfil que complemente o BB tem no mercado nacional.

“O mercado está disruptivo, com muitas butiques de investimentos. Estamos empenhados na busca de um parceiro, mas não tenho o que divulgar agora”, disse Ribeiro na entrevista coletiva dada hoje para divulgar os resultados financeiros do segundo trimestre.

Em setembro de 2020, foi concluída a sociedade com o banco suíço UBS para um banco de investimentos chamado UBS BB. Ribeiro disse hoje que as perspectivas para o UBS BB são muito boas neste segundo semestre porque muitas empresas vão buscar o mercado de capitais para se financiarem.  

Segundo o comunicado ao mercado divulgado no ano passado, O UBS BB atua também no segmento de corretora de valores mobiliários no segmento institucional no Brasil, Argentina, Chile, Paraguai, Peru e Uruguai.

O capital social está dividido em 50,01% para o UBS e 49,99% para o BB. Cada acionista indica três integrantes para o conselho de administração, sendo o presidente apontado pelo BB e o vice-presidente pelo UBS. A diretoria executiva é formada por profissionais das duas casas e o UBS escolheu Daniel Bassan como presidente da companhia.