Haddad punido

Samuel Nunes
Publicada em 29/02/2024 às 14:31
Haddad foi condenado por impulsionamento irregular de campanha, nas eleições de 2022 Foto: Roberto Casimiro /Fotoarena/Folhapress

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, foi multado em 10 mil reais pelo Tribunal Superior Eleitoral. A decisão foi tomada em um processo movido contra ele, durante as eleições de 2022, quando concorreu ao governo de São Paulo.

Segundo o TSE, a coligação de Haddad promoveu uma propaganda irregular contra o também candidato Rodrigo Garcia (PSDB), governador do estado à época.

O relator, ministro Floriano de Azevedo Marques, indicado recentemente pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, votou contra a aplicação da multa, cujo valor tinha sido determinado ainda no Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo. Entretanto, a maioria dos membros do TSE concordou com a divergência aberta pelo ministro Raúl Araújo, que optou por manter a pena.

Segundo o TSE, a propaganda era um impulsionamento irregular. A investigação mostrou que o PT pagou para que, quando um usuário buscasse pelo nome de Garcia, encontrasse uma página com conteúdos alusivos a Haddad.

TST colocou o presidente Lula em uma intrincada escolha para o novo ministro

Leia Mais

Manifestação em defesa de Jair Bolsonaro é - e será - comício do PL para eleição municipal

Leia Mais

Defesas de empreiteiras contam com prorrogação de prazo para renegociar acordos de leniência

Leia Mais

Bola com Dino

21/04/2024 às 13:44

Desembargadores afastados da funções pelo CNJ pedem que STF corrija erros de Luís Felipe Salomão.

Leia Mais

Governo volta a colocar Alexandre Padilha no centro do controle das emendas parlamentares

Leia Mais

Defesa de Bolsonaro é apenas uma justificativa para ato de pré-campanha eleitoral

Leia Mais

CCJ do Senado aprovou projeto que reintegra o quinquênio aos salários do Judiciário.

Leia Mais

Foi a votação que analisou a prisão de Brazão que fez o clima entre o governo e Lira esquentar

Leia Mais

A divisão no CNJ

16/04/2024 às 21:30

Votos dos conselheiros no caso Lava Jato espelham a cisão entre magistrados de carreira e advogados.

Leia Mais

Foi e voltou

16/04/2024 às 21:14

TRF3 reconduz presidente do conselho de Administração da Petrobras ao cargo após afastamento

Leia Mais

Ministro da CGU pode ser convocado a explicar relação do seu escritório de advocacia com a Novonor

Leia Mais

Salomão retirou Moro do procedimento que suspendeu a atuação de quatro magistrados federais.

Leia Mais

MP no CNJ e defesa de magistrados alegam não haver razão para corregedoria processar quarteto.

Leia Mais

Pacheco segura

16/04/2024 às 15:14

Senador atende ao governo e adia sessão do Congresso que vai analisar vetos de Lula

Leia Mais

Após demitir primo do presidente da Câmara, governo recorre ao deputado para escolher substituto.

Leia Mais