Um Bello incômodo

Brenno Grillo
Publicada em 07/06/2024 às 06:00
Nel Bello é um dos favoritos a integrar a lista tríplice para vaga no STJ Foto: Divulgação/TRF1

A campanha de Ney Bello para ministro do Superior Tribunal de Justiça tem incomodado uma ala da corte, segundo ministros do STJ ouvidos sob condição de anonimato. O incômodo tem duas razões.

A primeira é a campanha que Ney tem feito contra seus adversários, destacando supostos defeitos e indicando alianças (nem sempre verdadeiras) desses concorrentes com adversários do governo Lula. A ideia é mostrar que determinada escolha do STJ pode ser preterida pelo presidente devido a resistências políticas.

A segunda é a pressão de ministros do STF que o apoiam, principalmente Flávio Dino, seu amigo de infância. Dino tem ligado e procurado pessoalmente integrantes do STJ insistentemente para garantir apoio a seu conterrâneo maranhense.

Numa dessas investidas, Dino ouviu de um ministro do STJ que não deveria apoiar quem quase lhe traiu no passado. Quando presidiu a Ajufe, Dino sofreu com Ney por não tê-lo apoiado politicamente dentro da instituição dos juízes federais.

A estratégia de Dino também inclui escolher a dedo ministros do STJ para fazer interlocução com Lula. Em troca, pede que apoiem Ney.

A Lula, Dino e esses ministros do STJ têm dito que Ney é a única via progressista na disputa. O desembargador do TRF1, porém, se adapta ao governo do momento. Na gestão Dilma Rousseff, tendeu à esquerda; no governo Bolsonaro, foi à direita.

Ney deu diversas decisões que ajudaram integrantes do governo Bolsonaro. Liberou madeira apreendida e até encerrou investigação que afetaria Paulo Guedes.

Agora, Ney tenta jogar novamente com a esquerda, para convencer Lula que tem o perfil ideal de ministro. Mas as nomeações ao Supremo mostram que o presidente tem escolhido pessoas totalmente fieis, uma lição aprendida com a Lava Jato.

Pesa ainda contra Ney o fato de ele sempre ser um dos primeiros interessados em concorrer a vagas no STJ. A disputa atual é apenas mais uma. Na anterior, em 2022, perdeu por pressão de Kassio Nunes Marques, seu inimigo declarado, e de ministros do STJ.

Esses magistrados foram até Jair Bolsonaro para dizer que Ney não seria uma boa escolha e que boa parte do STJ não o quer lá. Sugeriram que a nomeação criaria uma indisposição entre o então presidente e o tribunal.

De olho em enfrentar Lula em 2026, governador de Goiás espalha campanha que une segurança e negócios

Leia Mais

Fechem a torneira

19/07/2024 às 14:05

AGU pede ao STF suspensão do leilão da Sabesp por conflito de interesses e valor subestimado.

Leia Mais

Desempenho na segunda fase da venda das ações faz da privatização da estatal um sucesso

Leia Mais
Exclusivo

Um erro de 420 milhões

19/07/2024 às 06:00

Perda de prazo da PGFN dá à Dufry e ao advogado Sergio Bermudes precatório de quase meio bilhão.

Leia Mais

Defesa de Duque recorre ao ministro para evitar prisão por corrupção e lavagem na Petrobras.

Leia Mais

Por mim, libera

18/07/2024 às 19:50

Gonet diz que não é possível avaliar com calma a ação do PT contra a privatização da Sabesp.

Leia Mais

TSE muda de ideia e decide enviar observadores à eleição, o que evita um erro crasso do Brasil

Leia Mais

Expliquem-se

18/07/2024 às 09:07

Salomão pede que TJAL esclareça porque nomeou juízes já conhecidos na falência da Laginha.

Leia Mais

Alphabet foi condenada por concorrência desleal; Meta enfrenta ação bilionária por uso de dados.

Leia Mais

STF dá 24 horas para São Paulo justificar leilão da Sabesp; PT pediu liminar para suspender venda.

Leia Mais
Exclusivo

Gol da Alemanha

17/07/2024 às 19:09

Anac confirma que governo federal ressarcirá prejuízos da Fraport com o Aeroporto Salgado Filho.

Leia Mais

Juízes responsáveis pelo processo de falência da Usina Laginha decidiram que são aptos para o caso.

Leia Mais

Governo oculta dados de acordos da JBS e Marfrig com PGFN para renegociar dívidas com a União.

Leia Mais

Fraport fala que obras no aeroporto de Porto Alegre dependem de acordo com governo federal.


Leia Mais

Eduardo Braga quer alterar no Senado pontos da reforma tributária que foram acertados na Câmara

Leia Mais