Mais tempo atrás dos bolsonaristas

Samuel Nunes
Publicada em 10/06/2024 às 15:11
Moraes deverá decidir se concede ou não mais prazo para conclusão do inquérito das milícias digitais Foto: Pedro Ladeira/Folhapress

O delegado Fábio Alvarez Shor, que conduz o inquérito que apura a existência de uma rede de desinformação dentro do governo Bolsonaro, protocolou nesta segunda-feira (10) mais um pedido de extensão de prazo para concluir as investigações.

Curiosamente, não há qualquer menção sobre o andamento atual das investigações, nem detalhes que indiquem o motivo do pedido de extensão.

O inquérito das milícias digitais se arrasta desde julho de 2021 e é decorrente de outra investigação, que apurava uma rede de pessoas que atuariam em conjunto para a promoção de ideais antidemocráticos, como o fechamento do Congresso e a instauração de ditadura militar.

O caso original teve início em 2020, mas acabou arquivado a pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR). Entretanto, ao determinar o fim da investigação inicial, Moraes determinou a abertura de novo inquérito para apurar as redes golpistas de desinformação. Chegou a citar como exemplo a atuação de Jair Bolsonaro e dos filhos, para justificar a nova apuração policial.

Um dos principais objetivos da investigação era descobrir não só a origem, mas também quem seriam os financiadores das redes de desinformação. Embora várias pessoas já tenham sido citadas no inquérito, ainda não houve nenhuma indiciada.

Em vez disso, o inquérito segue recebendo novos suspeitos. Críticos afirmam que a investigação se tornou uma arma nas mãos do STF, mais precisamente de Moraes, que passou a incluir quase todas as pessoas que divulgam algum tipo de informação considerada falsa ou enganosa na apuração.

O caso mais recente foi o do bilionário Elon Musk, que usou sua rede, o X, para promover uma série de ataques pessoais a Moraes.

Com a petição da PF, Moraes deverá pedir a opinião da Procuradoria-Geral da República, antes de decidir se concede a renovação de prazo ou se determina o fim da investigação. A primeira hipótese é a mais provável.

Advogado ligado a Luiz Marinho ganha força na véspera da votação de duas listas tríplices pelo TRF-3

Leia Mais

Coloca na planilha

17/06/2024 às 19:00

Supremo julga ação sobre previdência, a terceira com impacto no orçamento da União neste mês

Leia Mais

Projeto de renegociação da dívida dos estados é um desastre para o governo federal

Leia Mais

Mudança de posição de ministro do STJ dá chance para Itaú reverter sentença milionária desfavorável.

Leia Mais

Auditorias do TCU mostram que governo não sabe como gasta dinheiro do Minha Casa, Minha Vida.

Leia Mais

Queiroz Galvão, OAS e Brasília Guaíba são condenadas pelo TCU por superfaturarem obras da BR-448.

Leia Mais

Ministro Humberto Martins, do STJ, revê decisão e libera três leilões com bens da Viação Itapemirim.

Leia Mais

Atrasar com calma

14/06/2024 às 17:16

PF some depois de ganhar mais prazo para encerrar inquérito sobre suposta rachadinha de Janones.


Leia Mais

Bolsonaro insiste em ex-policial da Rota militar como vice de Ricardo Nunes em São Paulo

Leia Mais

Sanção ainda traz recomendação de intervenção administrativa e cassação da concessão

Leia Mais

O efeito Toffoli

14/06/2024 às 10:24

STJ livra dois acusados da Lava Jato porque decisão do ministro do STF anulou provas.

Leia Mais

AGU e CGU de Lula firmam acordo de leniência com empresa que admitiu pagar propina a chefes do MDB.

Leia Mais

Marcelo Odebrecht pede que se ignore pedidos da PGR e da Petrobras para suspender anulação de provas

Leia Mais

À espera da PF

13/06/2024 às 17:49

Decisões sobre caso de corrupção e visita do CNJ criam clima de medo no TJ da Bahia

Leia Mais

Líder do partido fica responsável por cuidar de projeto para substituir trapalhada de Haddad

Leia Mais