Senadores querem mais cargos

Publicada em 31/03/2021 às 17:08
Foto: Pedro Ladeira/Folhapress

A base do governo no Senado pressiona o presidente Jair Bolsonaro para ocupar os ministérios do Meio Ambiente e de Minas e Energia. O oportunismo do movimento também revela o descontentamento com a postura considerada tímida do presidente Rodrigo Pacheco.  

Foram os senadores que pressionaram pela demissão do chanceler Ernesto Araújo depois que ele acusou Kátia Abreu de defender os interesses do 5G chinês, mas a troca de seis ministros ampliou ainda mais o espaço da Câmara no governo.

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, é muito criticado no Senado porque representa o desmonte da agenda ambiental. Situação totalmente diferente é a do titular do Ministério de Minas e Energia, Bento Albuquerque. A cadeira dele é cobiçada pelo líder do governo, Fernando Bezerra. Ele quer emplacar o filho, deputado Fernando Coelho, que já ocupou esse cargo no governo de Michel Temer.