O articulador de André Mendonça no Senado

Diego Escosteguy
Publicada em 20/07/2021 às 06:00
Foto: UOL/Folhapress

O líder do governo no Senado, Eduardo Gomes, foi escalado pelo presidente Jair Bolsonaro para ser o coordenador da campanha de André Mendonça à vaga no Supremo Tribunal Federal. Sua principal tarefa já está estabelecida: conseguir pautar na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado a votação para a indicação de Mendonça. 

O problema é que o presidente da CCJ é o senador Davi Alcolumbre, hoje um dos principais opositores de Mendonça no Senado. Ele já deixou claro para alguns colegas que não tem qualquer pressa para colocar em pauta a indicação de Mendonça.

Bolsonaro espera que Eduardo Gomes enquadre Alcolumbre. Não será uma tarefa fácil.

Jair Bolsonaro determinou a seus auxiliares e colocou no comando da operação o seu zero um, o senador Flávio Bolsonaro, que dissuadam Roberto Jefferson de sua candidatura para presidente.

Leia Mais

Carlos Bolsonaro convenceu o pai de que o ministro Alexandre de Moraes mira a impugnação de sua candidatura ao marcar para dia 12 a análise de recursos inquérito das fake news.

Leia Mais

Ministros que consideraram ilegais as diárias pagas à força-tarefa da Lava Jato gastaram, em um ano, cerca de R$ 1 milhão em passagens e diárias em viagens pelo mundo.

Leia Mais

A pobreza de Lula

09/08/2022 às 18:00

Ex-presidente declarou à Justiça Eleitoral que tem hoje menos de 10% dos ativos atrelados a ele, segundo provas reunidas por investigadores. Patrimônio também se reduziu quando comparado ao que ele declarou em 2018.

Leia Mais

Num período de crise econômica, o presidente da Câmara, Arthur Lira, aumentou seu patrimônio em mais de 3 vezes, segundo sua declaração ao Tribunal Superior Eleitoral.

Leia Mais

As declarações do Bradesco de que não vai oferecer crédito consignado a beneficiários do Auxílio Brasil deixaram inconformados assessores do ministro da Economia, Paulo Guedes, e integrantes da campanha do presidente Jair Bolsonaro.

Leia Mais

Foram seis listas com indicados para o tribunal responsável por ações envolvendo a União em Minas Gerais. Caberá a Jair Bolsonaro definir os escolhidos.

Leia Mais

Irmã de Paulo Guedes, Elizabeth Guedes trabalha para ser indicada pela Associação Nacional de Universidades Privadas para compor o Conselho Nacional de Educação.

Leia Mais

Tão logo o TSE anunciou o afastamento do coronel Ricardo Sant’Anna do grupo das Forças Armadas para fiscalizar as eleições, militares circularam a versão de que ele já seria substituído.

Leia Mais

Na política, ACM Neto está longe de ser unanimidade. Não falta quem o questione. Nos negócios, porém, não tem para ninguém: o candidato ao governo da Bahia é um fenômeno. Ganha dinheiro como poucos. E, coincidentemente, ganha cada vez mais dinheiro conforme ganha cada vez mais poder.

Leia Mais

A campanha à reeleição de Bolsonaro planeja duas levas de peças publicitárias. Em uma delas vai atacar Lula pela corrupção; em outra, vai expor benefícios sociais da atual gestão, como o Auxílio Brasil.

Leia Mais

A decisão da diretora-geral substituta, Camila Bomfim Lopes, perdoou uma multa de 140,7 milhões de reais de uma empresa sem ouvir a diretoria colegiada.

Leia Mais

Há gente no PT preocupada que Guilherme Boulos e Marina Silva poderão puxar mais votos em São Paulo para a federação formada por Rede e PSol e tirar votos da federação formada por PT, PV e PCdoB.

Leia Mais

O ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha acredita que as benesses da PEC Kamikaze, com o reajuste do Auxílio Brasil, vão reverter a tendência e reeleger Jair Bolsonaro.

Leia Mais

Corte tem a chance de reverter este mês a decisão que diminuiu a transparência sobre o patrimônio dos candidatos e representa um retrocesso no processo eleitoral brasileiro.

Leia Mais