Mudança no Itamaraty pode ser para pior

Publicada em 29/03/2021 às 16:28
Foto: Pedro Ladeira/Folhapress

Diplomatas relatam que o favorito para a vaga de Ernesto Araújo no Itamaraty, o embaixador em Paris Luís Fernando Serra, pode piorar a situação da diplomacia brasileira. Ele é visto como pessoa de difícil relacionamento, o que pode aumentar ainda mais a tensão com os parlamentares. Outro nome cogitado é o do almirante Flávio Rocha, “mais aceitável” no atual contexto político.

No Itamaraty, muitos temem que a escolha de Luís Fernando Serra repita a frustração que ocorreu no Ministério da Educação no início do governo de Jair Bolsonaro. Em 2019, o inexpressivo Ricardo Vélez Rodriguez foi substituído pelo agressivo Abraham Weintraub, o que gerou uma série de críticas e desentendimentos com congressistas.

O almirante Flávio Rocha tem perfil mais conciliador, mas está longe do ideal dos diplomatas que querem mudar a política externa brasileira. Outros nomes estão na mesa de Bolsonaro. A dúvida é se o presidente vai agradar seus apoiadores mais radicais, como quer o filho Eduardo Bolsonaro, ou escolherá alguém mais moderado, capaz de dialogar de fato com Países e políticos.