Mandetta aceita desistir da cabeça de chapa

Publicada em 07/06/2021 às 17:55
Foto: Pedro Ladeira/Folhapress

O ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta, do DEM, tem dito a seus aliados que será candidato a presidente se tiver o apoio de todos os demais pretendentes que se definem como alternativas a Lula e Bolsonaro.

Mandetta também afirma que esse candidato tem de ser lançado no segundo semestre deste ano para enfrentar as campanhas de Lula e Bolsonaro, que já estão nas ruas.

O ex-ministro da saúde diz que pode desistir de ser o candidato a presidente, mas tem conversado com líderes de partidos e pré-candidatos, como Ciro Gomes e Eduardo Leite, para tentar chegar a uma única candidatura de centro.

O recado de Mandetta tem o PSDB como destino. O partido ainda não definiu as prévias e Aécio Neves trabalha para que elas sejam realizadas em março de 2022.

Na avaliação de Mandetta, se um candidato de centro conseguir passar para o segundo turno contra Lula ou Bolsonaro, ganhará as eleições. Até agora, nenhum dos nomes de centro alcançou 10% das intenções de voto. Ele também teve conversas com José Sarney e tenta atrair a parte do MDB que atualmente apoia Lula.