Líderes de Bolsonaro tentam reduzir danos na CPI

Publicada em 06/05/2021 às 12:57
Foto: Agência Enquadrar/Folhapress

Os líderes do governo no Senado, Fernando Bezerra e Eduardo Gomes, vão ter muito trabalho para reduzir os danos causados pelas declarações de Jair Bolsonaro entre os integrantes da CPI da Pandemia.

O presidente ameaçou derrubar os decretos de governadores e prefeitos que impuseram restrições para enfrentar a crise sanitária. Os parlamentares interpretaram que Bolsonaro ameaçou o Supremo Tribunal Federal e tentou intimidar os trabalhos da comissão.

Bezerra e Gomes tiveram que explicar aos senadores que o presidente estava falando para os apoiadores mais fiéis, mas não atacou STF e CPI. Bolsonaro não deixou claro como seu ato não poderia ser revisto pelo Supremo. As interpretações são muitas.