Em troca do auxílio, oposição no Senado deve apoiar PEC Emergencial

Publicada em 22/02/2021 às 14:57
Foto: Futura Press/Folhapress

A oposição deve apoiar a PEC Emergencial apresentada hoje pelo relator Marcio Bittar, segundo um senador que participa das discussões. O presidente da Casa, Rodrigo Pacheco, tenta fechar um acordo que permita votar a PEC na quinta - e direto no Plenário do Senado.

Em troca, a proposta, que ainda pode sofrer modificações, abandonaria pontos de corte imediatos de gastos e liberaria 30 bilhões de reais para despesas com o auxílio emergencial.

Pelo acordo, o governo federal, tão logo a PEC seja aprovada no Senado, editaria uma Medida Provisória para o pagamento do auxílio. A aprovação da PEC na Câmara demoraria mais alguns meses.