Delator envolve casal Garotinho em esquema na Prefeitura de Campos

Publicada em 26/03/2021 às 09:45
Foto: Tânia Rego/Agência Brasil

O empresário Marcus Vinícius Azevedo da Silva, ex-assessor do governador do Rio de Janeiro, Claudio Castro, acusou Anthony Garotinho e Rosinha Matheus de desvio de verbas públicas do município de Campos dos Goytacazes. Os fatos foram relatados em delação homologada pelo STF. 

Na homologação do acordo no fim do ano passado, o ministro Marco Aurélio Mello cita o anexo 10 da delação de Marcus Vinícius. Ele acusa o casal Garotinho de criar “um esquema de desvio de dinheiro público para obter benefícios políticos, econômicos e pessoais” na prefeitura de Campos, comandada por Rosinha Matheus de 2009 a 2016.

Marco Aurélio Mello determinou a remessa da investigação à primeira instância porque Garotinho e Rosinha não têm foro privilegiado. A família Garotinho voltou a assumir a administração da cidade este ano, com a eleição do filho Wladimir Garotinho. Clarissa Garotinho é deputada federal.

Garotinho e Rosinha negam terem cometido os crimes apontados na delação e alegam que a prefeitura de Campos nunca teve contrato com Marcus Vinícius Azevedo da Silva ou com a sua empresa, a Rio Mix.