Bolsonaro quer um partido neste mês

Publicada em 01/04/2021 às 15:02
Foto: Nelson Antoine/Folhapress

O presidente Jair Bolsonaro disse a aliados que vai escolher um partido para se filiar neste mês. A lista tem PSL, PP, PTB, DEM e Patriotas, mas ele quer capilaridade, estrutura e dinheiro para se reeleger em 2022.

Bolsonaro pode voltar ao PSL porque há dinheiro e esse é o partido da sua vitória em 2018 e por meio do qual elegeu-se também a segunda maior bancada da Câmara com 55 deputados. O lado negativo é a resistência de alguns parlamentares ex-aliados como Delegado Waldir e Joice Hasselmann, mas o filho do presidente, deputado Eduardo Bolsonaro ainda está no PSL.

O senador Flávio Bolsonaro e o vereador Carlos Bolsonaro são filiados ao Republicanos.

O presidente já foi filiado ao PP e ao PTB e tem proximidade com os presidentes desses partidos, o senador Ciro Nogueira e o ex-deputado Roberto Jefferson, respectivamente. Essas duas opções têm dinheiro e estrutura para ele se reeleger no ano que vem.

O DEM chegou a ser cogitado, mas parece ser a última opção de Bolsonaro. Alguns líderes do partido temem que a agressividade do presidente e dos filhos dele seja um problema para acordos regionais.

O presidente do Patriotas, Adilson Barroso, é o mais receptivo. Disse a Bolsonaro que ele pode fazer o que quiser, mas o problema é a falta de estrutura e dinheiro.