Arthur Lira irritado com a presidente da CCJ

Publicada em 29/03/2021 às 11:33
Foto: Pedro Ladeira/Folhapress

O presidente da Câmara, Arthur Lira, está irritado e exigiu um reposicionamento da deputada Bia Kicis, presidente da CCJ, sobre a morte de um policial militar da Bahia. Ela apagou um comentário publicado em sua conta no Twitter que tratava a tragédia como sendo um herói que foi morto porque se opôs às ordens de prender trabalhadores dadas pelo governador Rui Costa.

O líder da minoria na Câmara, Marcelo Freixo, informou que deputados da oposição vão levar uma representação ao Conselho de Ética contra Bia Kicis por estimular motim na PM da Bahia.

O soldado Wesley Soares Góes teve um surto psicótico e atirou em colegas de farda depois de três horas de negociações. As cenas foram gravadas. Freixo afirmou que a deputada, apesar da imunidade parlamentar, não pode incentivar motim.