A proximidade crescente entre Bolsonaro e Malafaia

Publicada em 12/09/2021 às 06:00
Foto: Clauber Cleber Caetano/PR

Um aliado de Jair Bolsonaro exemplificou ao Bastidor como o presidente tem mania de arrumar problemas para si.

Segundo o relato, logo depois descer do palanque na Avenida Paulista, na terça-feira, 7 de setembro, apoiadores mais próximos começaram a gritar "vice-presidente" ao pastor Silas Malafaia.

Ao ouvir os manifestantes, Bolsonaro riu e respondeu: eu topo.

Malafaia tem viajado com o presidente Jair Bolsonaro para passear de motociatas e participar de eventos religiosos.

Para o aliado que conhece o pastor de outros apoios políticos, Bolsonaro procura encrencas com promessas que terá dificuldade para cumprir. E, com projeto político, Malafaia sempre cobrará.

Ele citou o exemplo do André Mendonça. Ao prometer um ministro terrivelmente evangélico no Supremo Tribunal Federal, o presidente poderia ter dito apenas "terrivelmente cristão”. Agora, Bolsonaro tem de manter a indicação, mesmo com a rejeição de aliados.