Plenário do Supremo deve manter suspeição de Moro

Diego Escosteguy
Publicada em 22/04/2021 às 13:22
Foto: Pedro Ladeira/Folhapress

O plenário do Supremo deve manter daqui a pouco (quinta à tarde) a decisão da Segunda Turma do tribunal que declarou Sergio Moro suspeito na condenação do ex-presidente Lula pelo caso do triplex do Guarujá. A maioria dos ministros converge para a opinião de que o plenário não detém o poder de revogar decisão de uma das Turmas - as particularidades processuais do caso em debate seriam insuficientes para alterar esse entendimento.

Os ministros acreditam que será possível terminar o amplo e complexo julgamento hoje. Primeiro, eles decidirão sobre o destino (Brasília ou São Paulo) dos quatro processos contra Lula anulados por Edson Fachin. A reportagem não identificou uma tendência no tribunal quanto à definição dessa dúvida específica.

Na semana passada, o plenário confirmou a decisão de Fachin de anular as condenações de Lula em Curitiba. Apesar dos múltiplos aspectos em discussão no julgamento, o Supremo deve manter, na prática, o petista elegível em 2022.