Postura política do presidente da Caixa desagrada funcionários

Publicada em 23/03/2021 às 11:41
Foto: Fatopress/Folhapress

Não é de hoje que a postura política do presidente da Caixa desagrada os funcionários do banco. A revolta aumenta quando ficam sabendo de medidas que os atingem por meio das lives de Jair Bolsonaro com Pedro Guimarães no papel de coadjuvante.

A principal queixa é sobre o aumento do risco em trabalhos presenciais. Com o agravamento da pandemia e o colapso hospitalar, os funcionários preferem se proteger trabalhando em casa, mas Guimarães anunciou em uma live com Bolsonaro que vai abrir 75 novas agências da Caixa neste semestre. É o fim do home office para muita gente.

Outra reclamação frequente nas redes sociais dos funcionários da Caixa tem o PDV como alvo. Mais de 7 mil aderiram no ano passado, mas muita gente estranhou o anúncio de contratações pouco tempo depois. A postura de Guimarães alimenta os boatos sobre seus planos de candidatar-se nas eleições do ano que vem.